Cícero Dantas-BA: ‘Natal dos Encarcerados’ reúne presos, familiares e agentes há 9 anos

Uma confraternização diferente é realizada há nove anos em Cícero Dantas, a 300 quilômetros de Salvador. Em comemoração ao Natal, um almoço é promovido na delegacia do município para os custodiados e seus familiares, com o apoio econômico de advogados e empenho de logística da equipe policiais da unidade.
SAM_2548
O “Natal dos Encarcerados”, como ficou conhecido o evento, aconteceu este ano na quarta-feira, dia 18 de Dezembro de 2013. Rose Ramos, Assistente Social e esposa do delegado da unidade, foi quem teve a ideia de oferecer um almoço para os policiais e presos, quando o titular ainda trabalhava na delegacia de Heliópolis, município vizinho a Cícero Dantas. “Naquela época, a delegacia de Heliópolis tinha cerca de seis presos e a confraternização era bem menor e mais fácil de ser realizada, mas agora esse momento comemorativo tornou-se importante para a relação entre os presos e os seus familiares”, avalia o delegado Ozório Miguel. Ele conta que em Cícero Dantas a comemoração começou com um almoço em 2005, e com o passar dos anos, conseguiu do Ministério Público e dos Juízes da cidade a autorização para receber na delegacia os parentes dos presos, inclusive filhos menores de idade, que receberam brinquedos arrecadados numa Gincana de Prevenção às Drogas realizada pelo Conseg; e outros “colaboradores”, como autoridades religiosas, advogados penalistas, promotores da cidade, além dos próprios juízes, entre outros. “Com o passar dos anos e o aumento dos presos, a confraternização passou a ficar mais cara, inviabilizando o financiamento do próprio bolso como sempre fiz. Passamos a pedir a colaboração dos advogados dos custodiados e até do juiz do município, que fazem pequenas doações em dinheiro para custear as despesas”, explica o delegado. Ozório Miguel conta ainda que até os parentes dos presos que moram em outras cidades e estados fazem questão de viajar para a confraternização cristã. Atualmente, a delegacia de Cícero Dantas abriga 39 detentos e o almoço atendeu a 150 pessoas.
SAM_2543
O delegado conta que a expectativa dos presos em torno da comemoração acontece durante todo o ano. “Eles sempre perguntam se a festa está mantida no ano, e até pediram para que nós consigamos tintas para pintar e enfeitar a delegacia com murais para a recepção dos familiares”. Assim, foi feito pelo delegado que atendeu ao pedido dos detentos que pintaram a carceragem da unidade prisional com material arrecadado no comércio local.
“A primeira mudança que nós percebemos é no comportamento dos custodiados. A partir do momento em que os presos sabem que são respeitados dentro da delegacia, eles passam a melhorar o seu comportamento e a se fiscalizam entre si, sempre procurando os policiais quando acontece algum problema fora de ordem”, pontua o delegado Ozório Miguel.
“Essa confraternização de Natal é um ato de cidadania, um ato de direitos humanos que muitos falam por aí, mas não sabem tirar do discurso. Isto é humanizar a vida dos presos promovendo a interação com os agentes do Estado, é pro-atividade”, pontua o Delegado.
Com informações Del de Polícia Civil de Cícero Dantas

Fonte: Com informações Del de Polícia Civil de Cícero Dantas